Acesso empresa Cadastre grátis sua empresa

10 regras para harmonizar vinhos e pratos

Os pratos e as bebidas se complementam. Por isso, é muito importante pensar no cardápio como um todo, para que haja uma correta harmonização dos sabores.

10 Out 2018 Atualidades sobre buffet - Leitura: min.

buffet e catering

Quantas vezes ouvimos alguém dizer que a bebida não está combinando com o que está sendo servido em um almoço ou jantar? Nada melhor do que experimentarmos um bom prato acompanhado de uma bebida que esteja pensada de acordo com o menu escolhido. No caso dos vinhos, a harmonização da bebida com o prato é fundamental para garantir o sucesso de um almoço ou jantar.

Por outro lado, escolher um tipo de vinho que não é o mais adequado, pode mudar o sabor da comida ou tornar o paladar não tão agradável. Mas como saber a forma certa de escolher o vinho? E qual tipo combina com cada comida? A seguir, daremos algumas dicas para harmonizar o vinho com o prato que você está pensando em servir

1) Peixes

Como regra geral, os peixes harmonizam melhor com os vinhos brancos. Os peixes que são preparados grelhados podem ser servidos com vinhos brancos encorpados, como no caso do Chardonnay.

Já no caso do bacalhau, uma combinação perfeita é o vinho verde ou então um vinho tinto leve, que pode ser o Pinot Noir.

2) Frutos do mar

Os frutos do mar como camarões, ostras, lagostas e vieiras, quando preparados de forma simples, combinam melhor com vinhos brancos leves, como o Sauvignon Blanc, o Pinot Grigio ou os vinhos verdes. Se forem preparados na manteiga, devem ser servidos com um vinho branco mais aromático.

3) Carne vermelha

shutterstock-431388289.jpg

A melhor forma de servir uma carne vermelha é acompanhada de um vinho tinto mais encorpado. As duas opções que, em regra geral, melhor combinam com esse tipo de prato são o Cabernet Sauvignon e o Malbec.

Além desses dois tipos de vinho, você também pode servir um Pinot Noir com carnes do tipo filé mignon. A carne de cordeiro é melhor harmonizada com o vinho do tipo Carménère.

4) Aves

Já as aves são mais fáceis de serem harmonizadas, indo bem com vinhos brancos e tintos leves como o Pinot Noir. Você também poderá servir com um vinho rosé.

5) Massas ou risotos

shutterstock-532763608.jpg

Para as massas e risotos, o tipo de vinho depende muito dos ingredientes que estão sendo utilizados no preparo do prato. Em massas ou risotos com tomate, molho pomodoro ou ao sugo, o ideal é acompanhar um vinho com um sabor também ácido, como um tinto leve.

Se o preparo for ao molho funghi, opte por um vinho tinto mais leve, como o Pinot Noir. Se for ao molho pesto, o ideal é o vinho branco, como Chardonnay.

Em caso de usar o molho carbonara, sirva o prato acompanhado com vinho branco leve como o Pinot Grigio ou o Chardonnay frutado.

Se o prato tiver como ingrediente principal o camarão ou nos preparos com molho branco, você poderá servir um vinho branco mais encorpado como o Chardonnay.

6) Queijos

shutterstock-335586560.jpg

Para uma mesa de frios em que tenha uma variedade de queijos e embutidos, é recomendável servir um vinho branco, pois é o que melhor vai harmonizar com tudo. Se você vai servir um prato com uma predominância do queijo, optar pelo vinho rosé seco será uma boa pedida.

7) Saladas

As saladas vão muito bem quando acompanhadas de um vinho branco leve, como o Pinot Grigio.

8) Molhos

Os pratos que são servidos acompanhados de molhos azedos ou iogurte, como alguns tipos de peixes, são bem harmonizados com o vinho branco do tipo Sauvignon Blanc.

shutterstock-749004919.jpg

A melhor opção para os pratos com acompanhamento de molhos agridoces ou apimentados é um vinho tinto mais encorpado, como o Malbec. Ele também é excelente quando harmonizado em pratos com molho barbecue.

No caso de pratos com molhos escuros, mais cremosos e densos, como o molho madeira, sirva um vinho tinto mais intenso como o Merlot.

9) Elaboração

Além de ter em conta os ingredientes, é fundamental se atentar à forma de preparo da comida e a sua consistência final. Por exemplo, um prato com certo teor de gordura deve ser acompanhado de um vinho mais fresco para limpar o paladar

10) Sabores

É importante considerar o sabor principal do prato na hora de escolher o tipo de vinho. Seguindo esse pensamento, se o prato tem um sabor ácido, um vinho ácido também é o ideal. No caso dos sabores doces, os vinhos frisantes são os mais indicados.

Você também pode contar com uma empresa de buffet para o seu almoço ou jantar. Os profissionais são especializados em harmonização de vinhos e pratos.

Fotos: Catering.com.br

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em catering.com.br/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...